2 de fevereiro de 2017

Amor

Fonte da imagem: https://blogmonasofia.wordpress.com/tag/lencois/



Hoje, dobrei lençóis, feito Amélia. Eles eram brancos, pastéis. O resto, xadrez. Como serão os nossos eu não sei. É clichê dizer que os penso rubros e sedosos. Bonito é crer que, antes do “parto”, arrumaremos nossos lençóis. Eles serão da cor que nós pintarmos. A cada instante, um tom intenso.

 Viviane Peter Casser

3 comentários:

TiagoQuingosta disse...

Muito belo.

Atit Ordep disse...

http://poesiasrelevantes.blogspot.com.br/

maycon breno ferrerinha disse...

magnifico