23 de julho de 2014

Simetria


Aquele que tem pouco ao lado do que tem tanto,
A alegria vistosa ao lado do pranto,
A pessoa feliz, a pessoa magoada,
A pessoa com amigos ou aquela abandonada.

A indecisão, a meta definida,
A tristeza da morte, a doçura da vida,
A escuridão da noite, a clareza do dia,
E mais uma vez: a vistosa alegria.

A liberdade, a escravidão,
Um corpo sem alma, um bom coração,
Uma dúvida aqui, uma dúvida lá,
O momento importante é no qual se está.

A simetria perfeita,
No mundo se faz,
Só o que não se endireita,
É a falta de paz.

Simetria quase perfeita 


Enviado por

Lucas Matheus Bispo Césped
www.facebook.com/lucas.bispo.cesped

Visite o blog do autor


http://efeitopoetico.blogspot.com.br 

6 comentários:

Luís Eduardo G. Costa disse...

A simetria pode adquirir vários significados. No que tange o funcionamento geral de tudo, a simetria em si deveria ser algo imperfeito, no que concerne a palavra "simetria" em si. Pra haver alegria, deve haver a tristeza. Pra haver claridade, a escuridão se faz necessária. Pra haver calor, o frio é imprescindível.

Cristine silva disse...

Noossa, muito legal seu blog!
Eu adorei, lindooo.. eu adoro poesia!

Valerio Oliveira disse...

Muito legal mesmo... Visite meu blogger: http://comoempoesia.blogspot.com.br/

Marli Fiorentin disse...

Obrigada pelas visitas. Isso me enche de alegria e vontade de compartilhar mais e mais poesia.

Anônimo disse...

lindas suas poesias publicadas no blog continue assim sempre mudando de assunto linda você e o seu blog

Marli Fiorentin disse...

Obrigada, anônimo. Volte sempre!