13 de agosto de 2015

Cansa


Não ter ninguém
Cansa
Não estar bem
Cansa
Amar alguém
Que não se tem

Cansa
Não ter vizinho
Cansa
Não ter carinho
Cansa
Beber um vinho
Assim sozinho

Cansa
Não ter sabor
Cansa
Sentir a dor
Cansa
Pedir amor
Por favor

Cansa
Pedir ajuda
Cansa
Sem ninguém ver
Não cansa
Desistir de tudo
Ou então, morrer

Douglas Álisson

Leia mais poemas do autor em http://wordsbyalonelyguy.blogspot.com.br  

12 comentários:

AiA disse...

Não cansa ler...

Fabricio Cruz disse...

Lindo, sabe que me identifiquei com seu poema? Parabéns, blog lindo!

elson cade disse...

Mundo Poesía es un portal de poemas donde usuarios publican sus poesías. Contamos con foros de poesía, Chat de poetas, recursos literarios y concursos. aquí están algunas opción disponible Poemas, poemas de amor, poesia and Poemas en Espa.

Ani Braga disse...

Gostei muito do seu blog.

Espero estar sempre por aqui.

Se quiser, visite-me, ficarei muito feliz.

Beijos
Ani

ania disse...

Gosto muito de poesias, adorei seu blog...parabéns!!!!abraços, ania..

João, um alguém. disse...

Realmente esse é um ótimo poema... adorei ter encontrado seu blog enquanto vagava pela rede.

Eu também escrevo alguns, raras vezes, e de forma não tão periódica rsrs mas adoraria que pudesse dar uma olhada neles. Se quiser depois dá uma passadinha no meu blog, é sempre bom ter o parecer de alguém com os olhos treinados rsrs

Parabéns pelo blog!

Abraços! ^^

Constante disse...

Muito bom! Não canso-me ao lê-lo!
http://eueoutrosdenos.wix.com/site

Tamires Mirele disse...

Lindo poema!
É bem assim mesmo.
Beijo e sucesso com o blog.

http://tamiresmirele.blogspot.com

Marli Fiorentin disse...

Obrigada a todos os amigos que me alegram com suas visitas. Fico feliz de abrir esse espaço para nos alimentarmos com a sensibilidade da poesia. Beijos no coração!

Olga Maria disse...

Muito bonito esse poema. Eu tenho um blog de poesias, poemas e cordéis. Olhem lá, por favor: http://www.olgaemversos.blogspot.com.br/

João, um alguém. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João, um alguém. disse...

Bastante visceral, ótimo poema!!

Aproveitando o momento..Assim como a Olga aqui acima, também tenho um blog com algumas composições... Se quiserem dar uma olhada, estão mais do que convidados! ^^

http://joaoumalguem.blogspot.com.br/