20 de abril de 2018

O inferno de Têmis

Fonte http://www.semeandovida.org/2017/07/justica-injusta.html


Perdida em meio a sua cegueira,
Retarda a uma velha incerteza,
Justiça velha e falha,
Tais farsas não mais serão toleradas,

A dor e a desilusão no coração de seu povo estremece,
A luz turva meio à escuridão quase não mais aparece.
Pois teus subordinados não mais auxiliam a mãe cega,

Acaso este que não se engana,
Não perde tempo e se adianta,
Captura sua balança consciência,
E retira de sua espada a eficiência,

Mas para sua boaventura,
Para estes teus buracos há uma costura,
Uma singela abordagem,
Que ressoa como um grito de coragem,
Há o renascer de um amanhã,

O clamor do povo, uma voz que não se acanha,
Que um dia há de corrigir todo esse mal,
Um dia que será memorável, como sem igual.


Arthur Martinez

Um comentário:

Tópicos em Foco disse...

https://topicosemfoco.blogspot.com.br/

VISITEM-ME