4 de maio de 2018

Pra lavar a alma

Resultado de imagem para chuva lá fora
Fonte:http://www.escritasnachuva.com/2015/05/esta-chovendo-la-fora.html

O barulho da chuva lá fora é calmaria pras coisas aqui de dentro.
Ouço com apreço a melodia que faz harmonia com os sentimentos.
Gotas de orvalho ajustam-se na flor, que serena, desabrocha em forma de amor.
É chuva de alegria por conta da vida que contagia.
Dias assim, cinzentos e cheios de luz.
Dias que retratam o quanto a existência seduz.
As sutilezas enchem a vida de encantos e estão em cada canto.
Essa sincronia bonita da natureza.
Água corrente, água gelada, pra levar, pra lavar,
entre as nuvens, entre as camadas,
o que for necessário limpar.
Envolta no campo das dúvidas e das vontades,
ando atravessando tanta coisa,
essas loucuras que só vemos dentro,
com os olhos da alma.
E assim, deixo-me atravessar,
por essas certezas que são coisas nenhuma,
de coração aberto e alma lavada.

Adriana Paoli

7 comentários:

ROBSON PENSADOR disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kiiow disse...

Lindo poema...

Alexandre Da Silva Soares disse...

Amei esse poema muito lindo

Brunna P. disse...

Um arrepio n'alma!

1.618beto disse...

Poesia poesia!!!!!

Robson Pensador disse...

Belo poema !

Felipe Viller disse...

Muito bonito. De cair os butiá do bolso!