14 de novembro de 2015

A folha e o vento




Eu sou como a folha,
Que ao cair da árvore,
Sonha que pode voar,
Mas quem voa é o vento,
Que a eleva no ar,
E o vento alheio à sua existência,
Acalma-se e deixa de soprar,
E a pobre folha percebe,
Que só lhe é permitido sonhar.


José Baptista

2 comentários:

Lara Kuerten disse...

Amei a poesia.
Parabéns!!
Depois passa lá no blog! Tem post novoo

http://sonhandoacordadaofficial.blogspot.com.br

Nancy Zeitone disse...

Gostei dessa poesia, "A folha e o vento". Muito linda. Parabéns.
Nancy Zeitone
Meu blogg: http:/abuscapeloinfinito.com.br