25 de janeiro de 2017

Sua Cicatriz

Fonte da imagem:https://gapok.wordpress.com/2016/05/12/cicatriz

ô morena
que delícia
tu me faz
que delícia
tu me traz
um aconchego
de tanto faz
um sorriso violento
sem qualquer
tipo de lamento
depois de amar
muito forte
e um tanto
lento
aguento
não aguento
tudo que está
é demais puro
inseguro
sigo
vendo
cicatriz
lendo
o que não entendo
o que entendo
sendo
estamos?

Gabriel  Barreto

3 comentários:

Bicho do Mato disse...

Oi amiga, tudo bem? Passeando pela net encontrei teu blog e achei muito interessante. Também tenho um blog de poesia, quando puder dê uma passadinha lá. Abraços, bom domingo. Até mais.

Atit Ordep disse...

Não conhecia, muito bom!

Ai Tutoriais Game & tecnologia disse...

Achei linda tuas poesias, parabéns pelo blog continue promovendo estas coisas lindas.